terça-feira, 16 de novembro de 2010

Lembra daquela vez...

Daquele post, dos olhos opacos?!
Nunca tive tanta certeza do que postei. Nunca percebi com tanta clareza o sentido do que já tinha escrito.
As vezes existem dimensionamentos diferentes na vida. Certas coisas ocupam um valor não correspondido, ou as vezes você não percebe e nem corresponde. Eu sei que esse vai ser mais um daqueles posts malucos que não tem nada com nada, eu sei que eu prometi uma inovações, mas sinceramente, estou sem nenhuma motivação pra fazer isso agora. Faz falta, faz muita falta aquele tempo que sua maior preocupação era terminar o dever de casa a tempo de ir brincar, e terminar 16:00 já era muito. Problemas vêm e vão o tempo inteiro, não tem jeito, mas eu acredito que a gente possa evitar alguns, o difícil é ter coragem pra isso.
Nessas horas da vontade de passar um pente fino, selecionar bem o que quer que permaneça na vida e limpar todo o resto. Mas limpar de verdade, sem deixar nenhum tipo de vestígio, marca, sombra ou lembrança. Nem mesmo as lembranças, por que depois de algumas coisas elas se tornam sujas, te fazem mal e por melhor que sejam não te deixam esquecer o que foi ruim. Esses dias escutei uma música que dizia que aquilo que muito se lembra é o que se quer esquecer. Total verdade. O que não é tão importante, não marca tanto, se vai da memória numa facilidade incrível. O problema é quando não se dá pra aceitar como se está e se sente atado pra resolver, daí foge toda a força que se tem, e acaba que as outras áreas da vida acaba ficando de lado. Não é a toa que estou postando mesmo sabendo que tenho prova amanhã.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Necessidade de postar

Muito tempo sem postar + Totalmente sem tempo pra pensar em postar = Necessidade de postar.

Bom, agora que eu arrumei um tempinho e resolvi postar. Não pelo tempinho, também, mas muito mais pela necessidade de postar.

Resumo das últimas semanas:

Semana retrasada estava tudo bem até que eu bati o carro. Não foi nada demais, estava engarrafado, transito parada, fui trocar d e faixa mas o carro da frente não andou o suficiente, enfim, bati. Daí tudo desandou, tive que ir atrás de segura pra concertar meu carro, e pagar o do cara que eu bati. Perdi algumas aulas por conta disso, fui atrás do prejuízo da faculdade, morri pra entregar um trabalho no prazo, estudei cálculo até não poder mais, fiz prova. Mas tudo melhorou, eu sempre tento tirar o melhor de toda situação, por exemplo, nesse caso aprendi que quando uma caminhote enorme, de ferro e bem velha estiver perto de você no transito, pare o carro e só dirija depois que ela estiver pelo menos a uns 15km de distancia xD
Falando sério, foi bem chato mas tá tudo bem agora.

Novidades sobre o blog:

Comprei uma câmera nas férias muito boa e facinha de usar. Daí, esses dias eu estava testando o tempo que dava pra filmar em HD no cartão de memória que eu comprei, fazendo isso eu tive a ideia de montar uma sessão de videos de maquiagem aqui no blog. Daí me veio a ideia de dividir o blog em sessões, ficaria muito mais fácil pra postar, eu teria mais opções já que cada sessão teria um assunto principal que derivaria milhões de outros pra postar. Então, ainda estou estudando quais seriam as categorias, como eu iria dividir, e qual seria a frequência pra postar, e ainda estou pesquisando um programinha pra edição, de videos simples e leve.
Aceito sugestões.

Indignações:

Esses dias eu estava conversando com uma amiga minha de longuíssima data. A gente estava falando sobre, sei lá, todos os assuntos do mundo + 1. Nesse papo todo ela me contou que fez mais um piercing (super legal) só que a novidade não era essas. Quando ela estava chegando no studio de tattoo e piercing, ela subiu e quando entrou quase deu meia volta:

"Manu, eu sou cliente fiel daquele studio, sempre fiz lá, meus amigos, nossos amigos, todo a nação rockeira dessa cidade frequenta aquele lugar, mas acho que está fadado ao fracasso, cheguei lá e quase vomitei na porta! Sabe quem estava lá fazendo um piercing?! Fulaninha (não citarei nomes). Desde que o studio foi pra nova loja, que é maior e talz, fica recebendo essas patys de piercing no umbigo"

Juro que tive o mesmo choque que ela, ainda mais quando ela me contou que a tal fulana estava olhando o catálogo de tattoos! Essa menina é aquela patricinha que chora se não puder ir malhar, sabe. Ela estava lá fazendo um piercing no nariz, a filha da puta me coloca um strass rosa!
Ah, meu, na boa, vai tomar no cu!
Essa vadia nem é nada pra por piercing!
Eu gostaria muito de avisar pra essa corja que piercing é, além dos significados culturais em alguns países, a evolução dos alfinetes e pregos que os punks usavam na cara! Caralho, meu! Fico puta, e com direito. Pra quem é desse naipe e tá lendo, que fique uma coisa bem clara: Eu não uso abadá por que, ainda bem, não faço parte da sua turma, logo, se você não faz parte da minha TIRA ESSA PORRA DA CARA!
Mas eu me toquei do quão comum virou ter mais de um piercing (não estou falando de piercing no umbigo, por que esse pra mim já virou putaria, todo mundo põe), recentemente uma colega que não se enquadraria na galera que frequentava o studio originalmente fez um no nariz numa daquelas lojas de bijuteria do shopping! Não estou dizendo que você precisa ser um puta headbanger, um punk anarquista ou um skinhead pra por piercing, mas na boa, se ponha no seu lugar. Por exemplo, minha amiga, Let, ela tem um na orelha, ela não é uma punk com um moicano verde espetado, mas também ela sabe das coisas, lê, faz um curso decente na faculdade, escuta música boa, não se veste vulgarmente, nem tira fotos com a bunda pra câmera pra por no orkut.
O piercing no umbigo que espalho essa palhaçada. Salvo algumas excessões como algumas bailarinas de dança do ventre que colocaram pelo contexto da dança, esse adereço era usado no egito pela família real e tudo mais, agora, vai lá naquela menina que usa calça colada e blusa necessariamente mostrando a barriga, se ela sabe disso.

Eu sei que toda vez que eu venho postar alguma indignação não consigo ser totalmente clara e por isso vou parando por aqui, afinal, o que mais eu posso falar?! Quer ser diferente, escreve na testa " não pague uma prostituta, eu dou de graça", sei lá...mas não tente se misturar.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Como todo bom político eu não cumpri o prometido; não estou postando regularmente.
Bom, mas agora estou aqui, entre um ajuste e outro no trabalho de PA eu vou postando alguma coisa.
O que acontece é que as vezes não tenho assunto pra postar, e ultimamente os assuntos que eu tenho não posso postar aqui, sabe, só se for daquele jeito mais subjetivo impossível, sem contar que, esses assuntos as vezes são alguma coisa que me incomoda, que me chateia ou que eu tenho muita vontade de gritar pro mundo mas não posso por pura conduta de educação.

Antigamente eu me importava menos com o que ia postar mas aí era um tal de gente achando entendia o que eu tinha escrito, e as vezes era um interpretação mais do que idiota, ou então gente vindo me perguntar o que significava e por quê eu tinha postado aquilo. Oras, significa o que tá escrito e eu postei por que deu vontade, se eu quisesse que o leitor soubesse mais do que aquilo que eu escrevi, pode ter certeza que eu teria escrito mais pra isso acontecer, né?!

Posts atrás eu comentei sobre poder contar coma massa cinzenta que as pessoas deveriam ter na cabeça.
Continuo contando.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Voltando em 5, 4, 3...

Lembro de quando eu tinha férias enormes na escola e morria de vontade de voltar. Amanhã começa mais um semestre e eu nem descansei ainda. Esse último semestre foi o pior e mais bagunçado que eu já vi, mas a que tudo indica esse agora vai ser melhor. Pelo menos os horários não vão ser bagunçados pela greve e espero que eu dê conta dos 34 créditos que vem por aí ;D

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Penso, logo desisto.

Tenho só mais o fim dessa semana de férias e ainda não fiz praticamente nada do que queria fazer pra poder recarregar. Viajei e quando cheguei engatei nessa de arrumar a casa. Passar cada gaveta, cabide, caixa, maleta....Estou nisso até agora, pretendo terminar hoje pra poder parar, deitar, ler ou ver um filme. Esse semestre vai ser tão punk que só de pensar me canso, por isso essa arrumação toda, pra ficar tudo perfeito e eu não perder tempo procurando coisas ou tendo que arrumar o que estou agora.


Bom, mas como uma ótima otimista que aprendi e devo ser estou buscando mais uma vez aquele pique que está lá no fundo, estou me convencendo que nesse semestre vai dar tempo já que com essa organização frenética e doentia tudo vá fluir e ganharei tempo. Minha mãe sempre me ensinou que o tempo que você gasta arrumando e mantendo tudo no seu lugar é recompensado com o tempo que você não perde procurando. E faz sentido. Gosto de manter tudo milimetricamente no lugar por isso faço uma senhora organização na casa uma vez por ano e uma no escritório a cada semestre antes das aulas começarem e procuro manter a ordem para ter cada vez menos trabalho. Como acumulamos coisas pela preguiça de ir até a lixeira, por isso, tenha uma lixeirinha em cada ambiente da sua casa. Outra coisa muito importante, sem essa de peninha pra jogar fora ou se desfazer de algo, só do meu guarda roupa tirei uma mala e uma bolsa grande bem cheias, dos acessórios (brincos, anéis, pulseiras, etc...) enchi uma caixa de sapato, mais alguns pares de sapatos...E o lixo?! Caixa vazia de remédio é uma praga que se multiplica, aí você descobre que estão vazias quando você precisa muito daquele comprimido, abre a caixinha e só tem a bula. Joguei tudo fora! Eu não vou levar em consideração os papéis que acumulam nas bolsas, mochilas e carro nessa época de eleição. Povo chato, pronto falei!




Mas só aproveitando o clima de eleição:
Prometo regular a freqüência dos posts, pelo menos semanalmente (inclusive os posts "Fica a Dica") e procurar assuntos mais interessantes inclusive quando for um post "Semoquepostar.com".

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Não consegui pensar em nenhum título pra esse post. Bom, nessa viagem, encontrei uma amiga de longa data e passamos uma tarde jogando conversa fora. Nesse papo lembramos de algumas pérolas e seres do nosso ensino médio, do mundo que viviam e das babaquices que faziam. Daí esticamos o papo pros dias de hoje. Ainda tem gente que vive naquele mundinho!


Lembrei disso hoje quando estava dando uma passada pelos orkuts da vida, o quão plástico estão as pessoas.Nem sei se diria plástico. Fúteis?!Inúteis?! Não sei nem como definir. 


Pra quê virar a bunda pra tirar foto?! Por quê colocar um top e ficar tirando foto no banheiro de casa?! Onde está a preocupação com a sua postura quando empina desse jeito?! Já parou pra pensar que se vestindo assim homem nenhum vai te respeitar e te levar a sério?! E se fez isso, não ficou chocada com o fato dele te ver e automaticamente pensar em você de quatro com ele atrás?!


Posso não saber a porcentagem de gordura no meu corpo mesmo sendo menor do que o de muita gente que se enquadra na situação acima, mas sei usar um amontoado de massa cinzenta que tem dentro da minha cabeça.






Esse post foi um dos que eu menos consegui falar bem, tenho a sensação que a ideia ainda está presa na minha cabeça, quero deixar claro que não sou anti-vaidade ou beleza, mas girar em torno disso é muito pobre pra mim, sem valor real ou compensação.






Ah! Foda-se, não vou ficar me explicando. Conto com a massa cinzenta de vocês também.

Contagem regressiva [1] [0], fui...e já voltei!

Desculpem a ausência e o atraso dos posts, não tive como acessar à internet pra postar a contagem [1] e [0] e lá no RJ eu não estava com meu notebook, e além de não ter computador e net no apartamento que eu estava, a lanhouse mais próxima cobrava 8 reais/hora sendo que o uso mínimo era 30 minutos. Jamais faria isso, sem contar que não gosto de postar de outros computadores, prefiro daqui do meu note mesmo.

Bom, quanto a viagem, foi ótima, fizemos muita coisa e descansamos bastante. Estamos planejando fazer um diário de bordo com fotos e coisas da viagem, aí se fizermos mesmo quem sabe eu não me animo e faço uma versão post e ponho aqui.
Então, esse post foi só pra tirar o atraso das contagens regressivas e dizer que estou de vbolta, o post oficial de hoje será o próximo.

É isso galera, estou de volta...E o Rio de Janeiro continua lindo!

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Contagem regressiva [2]

Nossa! em menos de 48 horas estarei no aeroporto embarcando. Pra ser mais exata em 34 horas já terei feito o check-in!
Como eu esperei por essa viagem! Muito,Muito mesmo!
Estou bem empolgada, tenho tantos planos, vou visitar minha família em Nova Friburgo e depois ir pro RJ curtir uma ótima praia =D
Ê vida boa!


E eu tenho certeza que o Rio de Janeiro continua lindo.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Contagem regressiva [3]

Vejam só, contagem 3 já!
Bom, o mais legal é que estou terminando a ultima coisa q tinha pra fazer, isso se eu não tiver problemas com o Ftool. Mas isso é outro esquema...por enquanto vou curtir a felicidade de faltar bem pouquinho pra viajar, até por que eu preciso desse gás pra encarar as 17 vigas que me esperam.

Então, é isso. Ah! Consegui ver minha nota, minha amiga pegou a prova com o professor. Ainda bem, imagina, não saber a nota?!?!Ai, ai...agora lá vou eu terminar o que tenho pra fazer e surtar de alegria =D

Beijos, galera!
Gás aí no final do semestre, hein?!

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Contagem regressiva [4]

Esperando terminar a animação solar pra poder apresentar meu trabalhinho e me livrar de mais uma matéria. Aí, galera, só terminar estruturas e fim!

Cara, nem acredito, na boa, é muito foda um semestre de 8 meses. Por que antes de algum espertinho que não sabe o que é greve nem as suas regras venha dizer que eu estava de férias e tive pouca aula. Pra começar, caro amigo da unip, eu tive aula sim durante a greve. Professores substitutos não entram de greve, e eu tive professor assim, além daqueles que não querem parar pois isso atrapalharia seus planos pro ano. Enfim, não que eu tenha que me explicar, mas é que já não aguento mais essa galerinha-ceub com esses comentários.

O que interessa é que vou entrar de férias, feliz da vida! Tá que até agora ainda não consegui ver aquela nota que eu tava esperando, mas tudo bem, eu dou um jeito de descobrir, amanhã ele tem que tá aqui de qualquer forma pra aplicar a prova substitutiva, daí venho pra cá pra ver minha nota, aproveito e termino meu trabalhinho de estruturas, aí é realemnte fim :]

Ê beleza!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Contagem regressiva [5]

Esperando a nota de sistemas estruturais que deveria estar aqui antes das 13:00, sabe?! Mas tudo bem, não sei se continuo esperando ou se vejo amanhã. Tenho que ir pra casa pra terminar PAII (Projeto Arquitetônico II) e calcular o meu painel de vigas, e tá tudo em casa.Ah! Só pra constar, eu tô na unb!

Mas ai, falta tão pouquinho tempo que eu tô bem feliz =D
Em breve, vou estar fazendo as malas rumo a cidade maravilhosa!
Acho que já vou pra casa e vejo essas notas amanhã.
Vou só esperar um ouro professor pra ver se preciso entregar mais alguma coisa, mas acho que não.
Menos uma matéria!!!
Falta pouco, galera!

domingo, 29 de agosto de 2010

Contagem regressiva [6]

Agora um pouco menos corrida, tenho que contar uma história que só acontece comigo, por que eu sou capaz!

Fim de semana passado eu e o Bruno fomos jantar no Outback, tava um transito maldito, resolvi passar no mercado antes já que não ia comprar nada de geladeira eu podia deixar as compras no carro e ir pro shopping jantar. Fizemos isso, paramos o carro no carrefour, fui ao mercado, comprei o que tinha que comprar, deixei  no carro e fomos jantar. Na volta eu sentada no banco do carro com a porta enquanto o Bruno entrava no carro, peguei o cartãozinho do estacionamento na carteira e o deixei cair no chão fora do carro.

Até aí nenhum problema, exceto o boeiro que estava do lado da nossa vaga onde o cartão caiu ¬¬
Abrimos o boeiro e por sorte eu estava com os meus bastões de said no carro, não tivemos que entrar naquele lugar sujo, apenas usamos os bastões como grandes hachis.

Recuperamos os cartões e fomos embora. Imagina só!

sábado, 28 de agosto de 2010

Contagem regressiva [7]

Só pra marcar o dia mesmo, por que eu tô correndo.
Tô fazendo um trabalho que, sei lá, talvez não consiga fazer completo por falta de informação mesmo.
Mas tô tentando, vamos ver.

Beijos, galera!

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Contagem regressiva [8]

Na reta final,antes que dê 00:00 como prometido.
Bom, o dia não foi nada demais, acordei indisposta, dores de cabeça e um pouquinho de tontura mas melhorei e de tarde já estava eu na UnB pra fazer trabalho. que por sinal tenho que terminar.

Gente, tá corrido aqui.
Depois posto bonitinho.
Beijos!

Contagem regressiva [9]

Eu sei, eu sei. tecnicamente hoje seria a contagem 8 mas como meu dia só tá terminando agora e foi quando tive como parar e postar vai ficar como 9 mesmo.
Bom, hoje o dia até que rendeu bem e não demorou muito pra passar. Que bom! Tô ansiosíssima pra entrar de férias e viajar, afinal, todos nós estamos merecendo isso. Hoje a FAU estava um caos de tanta gente e tantos trabalhos, esse é o preço que se paga pra ter férias : TRABALHOS E PROVAS.
Muitos e muitos deles, intermináveis. Mas o bom é que o gostinho de férias se aproximando dá aquele gás final pra poder terminar tudo.
Então é isso, amanhã faço a contagem 8 antes de 00:00 se puder, agora, de volta aos trabalhos.
Beijos.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Contagem regressiva [10]

Começa hoje minha contagem regressiva pra viagem.
Na tentativa de passar mais rápido bolei essa contagem. Não vai ser nada muito diferente dos outros posts, só que o título será sempre esse com regressão de 10 (25/8, hoje) à 1 (03/9, véspera da viagem) no 0 que seria o dia da viagem provavelmente eu não vou postar, meu vôo é bem cedo e acho que não vou levar o notebook, até lá eu decido.


Então é isso, galera. Até amanhã.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Mamãe já dizia...

...Não perde seu tempo com gente mal educada, minha filha. Não vale a pena, eles não sabem conversar.


Como mães são seres com sabedoria superior, né?!
Imagina só, aplico isso na minha e sou feliz. Até por que já dizia aquela musica nova da Pitty sobre o fracasso lhe subir a cabeça, daí se tira explicação pra postura de pessoas mal educadas. Lembrando que, falo de educação mesmo, tá?! Aquela que vem de berço e não de títulos acadêmicos.


Enfim, sem mais questionamentos, não estou aqui pra falar sobre o ocorrido e sim sobre a postura que se toma quando isso acontece. Simplesmente peça desculpas, afinal você tocou em algo regido por vaidade e prepotência e a pessoa jamais entenderia seu ponto de vista, vivem numa sub-realidade inexistente. E não continue a conversa, como eu já disse não adianta.


Esse conselho serve pra vida! Principalmente na universidade, e essa vai pra todo mundo desse meio, principalmente meus calouros que chegaram agora. Divirtam-se, e quando necessário mandem a Cláudia sentar lá.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Nada como um bom banho.

Não existe nada que um banho não dê seu jeitinho.
Se você está com sono, te desperta.
Se está cansado, revigora.
Se está tenso, relaxa.
Se está nervoso, acalma.
Se está frenético, tranquiliza.
Se está preocupado, coloca no eixo pra achar a solução...
Ou seja, antes de apelar pra medicamentos, tome um banho ;D

terça-feira, 10 de agosto de 2010

#escrevendo

Foram os olhos mais opacos que tivera. A resposta mais mecânica e a realidade mais fria.
Sem vontade pra ler sobre o assunto, ou quem sabe levantar da cama, sabia que seria assim, queria cortar de vez a sensação e estado. Não deu. Não dá.
Queria voltar, concertar e voltar novamente para o agora.
Assim seria mais fácil, mas é aquela história, de mais uma entre tantas.
Parece que isso que é o natural. Mas não é, só que ninguém liga. Não existe remédio, tratamento concreto ou clínica especializada, só quando se trata do contrário, aí existe até concorrência.
E os olhos serão eternamente opacos.

domingo, 8 de agosto de 2010

Amanhã é um novo dia...é isso que dizem, né?!

E é isso que eu espero. Por tudo. Pelo cansaço, pelo humor e pela vontade.
E eu que achava que isso passava. Achava que se dormisse o depois daria certo, como quando estava com dor de cabeça, depois do sono eu estava prontinha no dia seguinte.
E o que era batata agora é balela. Não funciona mais.
E se eu passasse mais tempo dormindo?! Digo, dormisse mais do que tenho dormido, dormir por dormir mesmo entende, não por que tenho que acordar cedo, aula e etc.
Dá vontade de fechar a porta e abrir a janela, deixar o ar entrar e nunca mais sair.
Comprar umas flores, aromatizar a casa, depois daquela faxina, com tudo perfeitamente no lugar.
Sentar no tapete e ler até dormir.
Não tenho vontade de voltar no tempo, me dá preguiça só de pensar em tudo que teria que fazer novamente.Prefiro organizar daqui pra frente. Cada pedacinho, sem nó, sem poeira.
Quero uma varanda voltada pra rua, pra sentar e olhar, só olhar.

"Ela não chorou,
pensou em se jogar.
Veio se perder.
Eu vou até o fim."
[Álguém Pra Mim - Los Hermanos]

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Ai eu tenho problemas.

Eu vejo coisas, tipo carinha nas tomadas.
Invento teorias e historias mirabolantes na minha mente. Dariam um ótimo livro, pena que eu esqueço ou me perco antes de escrever.
"E se...", ai como viajo com isso mas o pior de tudo é " Eu deveria ter feito aquilo..." como eu sofro com isso, credo!
Uma pessoa que quis o que eu já quis, que quer o que eu quero, que quer o que eu quero mas não quero/posso querer, ou que começa a escrever e se perde com as idéias, sabe o que eu passo.
Dessa vez não é falta de férias. Talvez um mau aproveitamento das anteriores, mas essas coisas eu carrego sempre.
Eu era bem novinha quando comecei a ver desenhos e formas, tipo a carinha das tomadas, eu abstraia fortemente (seria bom pra fazer um 2D da Neusa - interna da FAU). Eu desenhava o que eu via as vezes, via muitos desenhos legais em coisas nada a ver, como uma princesa que eu vi na estampa do colchão. Mas eu parei de desenhar por que fiquei com medo da minha mãe me achar estranha e me mandar pra aquelas terapias chatas na escola, que a psicologa/pedagoga fica te mostrando figuras, ou melhor, borrões de tinta pra descobrir se você é um psicopata. Não tenho noção de qual seria o meu diagnóstico, por que eu não vejo nada além de borrões.
Enfim, essa parte tá tranquila agora, minha faculdade me protege, se eu fizer algo do tipo digo que é algum execicio ou simplesmente falo: " Eu faço Arquitetura :]" Pronto. Resolvido.

Mas os outros probleminhas, ai céus...acho melhor conversar com a carinha simpática da tomada.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Atualizações da vida

É aquela, há quem diga que blog é um diário virtual. Pensando nissso surge a postagem de hoje, vou tentar melhor aproveitar meu blog, mesmo que quase ninguém leia e nenhum ser comente, tá valendo.

Pra começar vou fazer uma atualização geral e daí vão surgindo ou não assuntos específicos.

Bom, atualmente tenho pensado que tenho que estudar muito mais do que costumo fazer, tenho quilos de leituras e coisas interessantes a fazer quanto ao curso, mas acho que a "falta" de cobrança da faculdade me trouxe ao meu estagio atual de atender apenas ao que se pede, mas vou parar com isso, mais uma vez estou me prometendo silenciosamente que vou me organizar.

Ontem fui a zoonose, adotei duas gatinhas...na verdade, adotamos, eu e o Bruno tanto é que uma mora com ele e a outra comigo. Lindas, e muito carinhosas, a que mora comigo já é adulta e a filhotinha foi com ele. Uns amores.

Meu namoro vai muito bem, obrigada.

Preciso de férias o mais rápido possivel.

Ok, estou a meia hora tentando escrever e nada sai.

terça-feira, 27 de julho de 2010

A clássica pergunta:

" Você faz aquilo que a Shakira faz?!"

Sempre escuto essa quando sabem que faço dança do ventre, é praticamente automático.
Bom, não é culpa das pessoas mas é minha responsabilidade como bailarina de dança do ventre explicar que a Shakira não é, nunca foi e muito provavelmente não será referência na dança do ventre.

Ela é uma ótima cantora, até dança bem e é linda mas dança do ventre está muito além daquilo que ela faz. Pra começar o que ela executa de forma "errada" os passos de dança do ventre que ela coloca nas suas coreografias com quadril desencaixado, joelhos flexionados e pernas abertas (esses erros estão claros no clipe "This Time for Africa"). Sem contar que a seleção de passos ( oito pra cima, para baixo e lateral, batida de quadril e básico egípicio.) que ela faz e as sequências de dança do ventre a gente aprende nos seis primeiros meses de dança lá no comecinho na turma de básico ou iniciante A, claro que com quadril encaixado, abdômen contraído, pernas fechadas e nada de joelhos flexionados.

Antes que alguém venha de espertinho falar sobre o que não sabe quero esclarecer duas coisas:

1) Eu não tenho nada contra a Shakira, acho ela talentosíssima como cantora e dança bem quando o assunto não é dança do ventre ( ou não, mas pelo menos agrada bem o público leigo).

2) Antes que alguém vir de espertinho dando uma de entendido na área quero lhe poupar trabalho e deixar claro que essa crítica é minha de muita gente no meio da dança do ventre grandes professoras e bailarinas, todas reconhecem o talento da cantora mas alertam aos erros que ela comete quanto a dança do ventre. Não é por que ela é descendente de libanês que execute bem dança do ventre, afinal, muitos brasileiros e brasileiras não sambam e/ou jogam futebol, ok?!

terça-feira, 20 de julho de 2010

Fica a dica - Makeup Geek

Então, depois de quase um mês sem postar eu resolvi fazer uma coisa diferente.
Bom, pelo menos um vez por semana eu vou postar o " Fica a dica.", seja um vídeo, sites, fóruns, receitas...Enfim, nada mais justo que abrir a série com o assunto que talvez seja o meu maior hobbie [vício]: Maquiagem! Provavelmente esse vai ser o assunto de maior frequência, fazer o que, né?!
Então, para as auto maquiadoras de plantão, lá vai um site muito bom:
http://www.makeupgeek.com/

Nele tem de tudo. Desde galeria de fotos com maquiagens maravilhosas a videos tutoriais muito bons.
Bom, o site é em inglês mas é super tranquilo, qualquer coisa é só perguntar que eu dou uma ajudinha. Sem contar que eu vou postar algumas dicas de lá aqui também, as que eu uso, adaptei ou achei interessante.

É isso, galera. Fica a dica ;D

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Sobre hábitos e rotina.

O conforto é insuperável. Chegar em casa, obrigações cumpridas e uma boa folga. Merecida folga.
Prepara alguma coisa pra comer, depois se aconchega na cama e assiste tv aberta mesmo, quem sabe até aquela novelinha mexicana bobinha que passa de tarde pela sei lá que vez. Não interessa, por que adormecer é o verdadeiro objetiva mesmo.

Ah, nada é melhor do estar em casa, confortavelmente respirando seus hábitos abraçada pela sua rotina segura.
Melhor do que isso é ter com quem dividir. Deitar no colo, fazer carinho, respirar junto. Aí sim me sinto segura, um abraço me trás a sensação de uma proteção maior que anti-mísseis. É incrível como o sentimento pode transformar a rotina sacal em segura, os hábitos metódicos em situações confortáveis a serem divididas.

Nunca estive assim, até estranhei no começo mas garanto que mais satisfação é impossível e não quero mudar jamais!

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Aqui pra você!

É isso mesmo! O título e a imagem já dizem tudo. Mas eu explico.
Pra começar, a imagem é proposital, ok?! Eu não errei o dedo, mas para que aqueles com deficiência cognitiva possam entender, afinal meu blog é democrático e contra exclusão, essa foto faz referência a atitude daquelas pessoas que usam aliança e não estão nem aí pro que vão pensar e/ou dizer.


Bom, ontem eu e o Bruno saímos pra escolher a nossa aliança [linda *.*] e começamos a usar. Aí, esse contexto me relembrou umas fatos, histórias e reações comuns, outras nem tanto.


Conversando com uma amiga de tempos, relembramos desses ocorridos por conta desse artefato tão singelo. Dentre os quadros memoráveis, nossos ou de amigos eu fiz uma seleção entre os mais , digamos assim...peculiares, que despertam diferentes emoções, que eu vou citar aqui com nomes fictícios.


A primeira história é de leve revoltante. No inicio do namoro , Fulaninha e Fulaninho, combinaram que aos 6 meses de namoro usariam aliança, ideia mútua que partira, digamos, de indiretas de Fulaninho. No aniversário  de namoro em questão, Fulaninho não poderia buscar as alianças pois tinha um almoço coma  família e pedia para Fulaninha buscar, e assim ela fez. Quando se encontraram de tarde ao colocarem as alianças, Fulaninho diz:


"Acho que não deveriamos dar esse passo sem pensar bem, digo...acho que está um pouco cedo ainda, se importa?!"


" Ué, Fulaninho, então por que não disse hoje de manhã na aula, que eu nem ia buscar?!"


Algumasdesculpas esfarrapadas depois, Fulaninha em casa SEM aliança conclui que foi influência familiar [mãe] que era meio anti-namoro dos dois...enfim, era meio bruaca e talz, mas isso é outro papo.




A segunda história é mais tranquila e bem mais comum também. Bom, tudo ia bem entre Bendito  e Bendita, exceto pela prima de Bendito. Todo mundo gostava do casal, Bendita se dava super bem com a família, inclusive com a PRIMA que era muito amiguinha dele. O problema é que a PRIMA, na verdade, alimentava uma possessão por Bendito, e as vezes reclamava "inocentemente" sobre a ausência dele por estar com Bendita. Mas enfim, nada passava disso. Eis o dia em que Bendito num almoço de família [25 de dezembro] dá as alianças de presente para Bendita. Todos acharam legal, "inclusive'' a PRIMA mas que na verdade, com o tempo, arranjou a maior confusão, tentou implantar a discórdia na família contra Bendita e no final das contas...bem não teve final por que pra família nem começou, graças a mãe de Bendito que sabia que esse pitizinho aconteceria e que era um ciúme não justificado.


A terceira história...bem, nem sei como descrever, até hoje paro e penso como eu teria reagido. Enfim, leiam e tirem suas próprias conclusões.


ELE e ELA começaram a namorar pouco tempo depois de ELE ter terminado, mais ou menos uns dois meses. Depois de um tempo de namoro ELE e ELA começam a usar aliança. Pra família de ambos foi uma surpresa, já que nenhum dos dois não tinham usado aliança nos relacionamentos anteriores, mas a família dele      foi um pouco mais, principalmente entre os primos e os pais, pois ELE tinha uma política anti-aliança antes de conhecer ELA, achava que aliança era coleira e enfim, essas coisas. Mas esse namoro foi ficando mais sério, enfim, diferente do que ambos já tiveram e algumas coisas mudaram pra eles. Por mais surpresa que tenha sido, as famílias gostaram, apoiavam o namoro. O problema foi a EX. Não foi um pitizinho não, foi algo, quase caótico! Insatisfeita por não ter sido a felizarda que usaria aliança com ELE e por uma dor de cotovelo pelo fim recente e uma mudança tão grande no comportamento dele. Por isso, a EX, que já sabia quem era ELA, começou em doses homeopáticas a divulgar um boato que, devido a surpresa ainda fresca pela aliança que ELE resolveu usar, algumas pessoas começaram a acreditar. A EX começou a comentar, "sem dar muita importância", pra não levantar suspeitas que seria intriguinha, que ELA estava grávida e por isso essa mudança repentina da opinião dele. Algumas pessoas acreditaram pois familiares da ex eram conhecidos e frequentavam os mesmo lugares que a família de ELA. E a EX teve o cuidado de passar a informação de forma a parecer verdade, disse que ficou sabendo por um tia que estava realmente grávida que havia encontrado ELA no obstetra, e que ELA era tão frequente lá como sua tia grávida. Bom, já imaginaram a dimensão que essa história tomou. Mas ELE e ELA lidaram muito bem com isso, sentaram e conversaram com a EX, foi aquela conversa! No final das contas a mal falada foi a EX e tudo foi desmentido.


Um puta novela mexicana, né?! Mas na boa, meu, olha pra isso e me responde, pra quê?! Nada. No final de tudo esses boatos são desmentidos, pitis são ignorados e scraps apagados. Sorte a minha ter um namorado lindo, com uma mãe legal e sem prima chata [aliás, a prima dele é um amor ^^].


Moral das histórias: Use aliança, seja feliz e foda-se o resto ;D

domingo, 20 de junho de 2010

Semana dos namorados.

Pois é, enquanto boa parte dos casais teve o dia dos namorados eu tive uma semana inteirinha!Nossa, como foi tudo perfeito. No sábado, dia 12 trocamos presentes (maravilhosos!), cozinhamos juntos e fizemos um jantar romântico ao som de Marilyn Manson. Nosso primeiro dia dos namorados (oficial, né, meu bem!?). Domingo passamos aquele dia gostoso juntinhos vendo filme e descansando pra começar uma semana daquelas.


Bom, durante a semana passamos o tempo que podíamos juntos, nem que fosse na cama, um do lado do outro, trabalhando em seu respectivo notebook, curtindo o friozinho com coberta e tv ligada. A gente saía pra jantar, fizemos compras, realizavamos desejos gastronômicos e vivemos aquela vida de casal que qualquer um idealiza.
Fomos ao teatro, choramos de rir, saímos pra comer litro de gordura disfarçado em nachos, queijo e batata.


Ontem, fizemos seis meses de namoro *.* Cada dia que passamos juntos foi tão especial que nem vi passar. Tudo só melhora entre a gente. Lindo!


Eu imaginei que fosse fazer um post gigantesco depois dessa semana que eu esperei passar só pra postar, mas, infelizmente, meu maridão lindo foi embora hoje e a saudade é tanta que eu vou terminar logo pra poder ir falar com ele.








Ah!
Te amo, meu lindo!

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Pré Trote

Hoje foi o pré trote dos meus calourinhos, diurno E noturno!
Estou sem voz, foi sensacional...

Andaram de elefantinho, ganharam capacetes [diurno], fizeram uma performance da Lady Gaga [noturno], medimos calcinhas e cuecas, tirei cintos... Tudo que um pré trote tem direito.

O pré trote é uma grande tradição na FAU, todo esse ritual... o Berequetê! A gente tenta manter o máximo na brincadeira, as vezes algumas pessoas ficam meio sem jeito mas tudo se resolve no final.

E àqueles que me viram tirando os cintos e disseram:
"Ué, não era você que tinha namorado?!"

Olha, que fique bem claro que não, eu NÃO tenho namorado e sim um MARIDO! [que eu amo muito!]

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Feriadão...

Êh coisa boa...Nada melhor do que um feriadão, mas... Por quê a gente só se dá conta do quanto poderia ter aproveitado nas últimas horas dele?! Naquele fim depressivo de domingo é quando a gente percebe, puta merda, tinha que ter estudado desde quarta a noite! Ou então, deveria ter dormido melhor, regulado meu horário e passado mais tempo com meu namorado lindo que não me deixou levantar hoje de manhã quando ele estava indo embora porque estava frio.


Sim, poderia ter aproveitado melhor esse raro momento de grande espaço de tempo livre, porém...
Dormir até tarde com meu namorado foi sensacional, ir ao cinema, alugar dois filmes, cantar musiquinhas do desenho da disney e ficar fora do horário foi muito bom.


Cada dia que passa estou mais viciada nessa vida de casados. É sério! Nada melhor do que acordar com ele, dormir com ele, almoçar, jantar, estudar...TUDO!


Mas o pior é quando chega sábado a noite e eu sei que no outro dia de manhã ele vai ter que levantar cedinho e ir embora. Eu vou estar tão sonolenta que só vou me dar conta disso quando realmente acordar. Aí, um apartamento tão pequeno quanto o meu fica vazio ao ponto de parecer uma imensidão. A cama parece faltar um pedaço, o melhor deles, o que aconchega e é quentinho durante a madrugada. Fico sem ter quem abraçar quando tenho pesadelo pois nem o meu amor, nem a minha ursinha está aqui. [Nota: Ela está na casa da minha mãe pra ir para uma reparação na costureira, por que ela é muito velhinha já, tem mais ou menos uns 15anos, e precisa trocar algumas coisinhas]


E mesmo que minha ursinha estivesse aqui, certos pesadelos só o Bruno me acalma. Só ele pra dizer que está tudo bem, que a gente não brigou de verdade, que foi só um pesadelo e que ele está alí. Só o carinho dele pra me por pra dormir de novo.


Já acordei procurando o Bruno inconscientemente enquanto dormia.


Que vontade de adiantar tudo pra parte em que a gente mora junto. Mas tudo bem, eu espero até porque é essa falta mortal que eu sinto dele agora que vai me fazer valorizar cada segundo quando a gente está junto e que torna mais perfeita ainda a ideia de poder passar o resto da vida do lado dele.


*.*

quinta-feira, 20 de maio de 2010

É com eles que eu vou trabalhar no futuro?!

" Arquitetura, como é que pode?! As suas minas a gente que fode!"
[ Calouros da civil ]


Hoje foi o pré trote da engenharia civil, e como todo semestre eles caminham lá da FT até a FAU pra gritar esse tipo de coisa, na intenção de provocar a gente. Sinceramente, nem minha pena eles conseguiram, pois por mais deplorável que seja prestar-se a tal papel, todas fazem isso conscientemente, e infelizmente essa baixa estima, ou síndrome de inferioridade os fazem irem até a FAU tentarem se auto afirmarem, e se convencer de alguma coisa que não existe todo semestre.


Infelizmente, no meu trote, nós tivemos que ir até a FT pra dar a resposta:


"Engenharia, como é que pode?! As suas minas têm bigode!"


Digo infelizmente, pois não acho que há resposta a ser dada à brincadeira de moleque. Se eles querem tanto vir nos oportunar, que tentem, mas eu faço arquitetura, não tenho tempo de ficar bolando respostinha, me desculpem mas mamãe me ensinou a respeitar o coleguinha, e na minha opinião o caso deles é falta de chinelo e castigo.


Mas, criações a parte...a partir da musiquinha baixa cantada por eles citada no inicio do post eu resolvi fazer uma enquete sobre os cursos que os namorados das "minas" da FAU. Sinto informar, não achei ninguém com namorado da civil.Concluindo, falo por elas e principalmente por mim; NÃO É MESMO a civil que fode.


:]

5 meses!!!

Hoje vou dedicar descaradamente o post pra pessoa mais linda do universo, meu namorado, Bruno.
disse descaradamente pois já fiz vários posts pra ele, mas nada gritado aos quatro cantos do mundo.


É Bruno,


Se eu pudesse eu gritaria mesmo para os quatro cantos o quanto eu te amo. Mas não preciso, dá pra ver no meu sorriso diário, no meu olhar e na luz interior que você acendeu em mim. Não existe sentimento mais sincero do que o meu por você. nós construímos juntos, passo a passo o que temos, e isso faz ser algo tão sólido e real. Por mais tempo que tenhamos demorado pra se reencontrar e ''concretizar'' o que temos agora, isso sempre existiu de uma forma ou de outra dentro de nós.


Você me motiva, me inspira e me apóia. Você não bajulador, nem fica elogiando sem cabimento. Gosto da sua sinceridade, do seu jeito de me olhar, e da carinha que você faz quando acorda. Não existe no mundo lugar mais confortável do que o seu colo, você me acolhe, aconchega.


Gosto de você desde o ensino médio, isso nunca foi nenhuma novidade. Você me encantava com aquele jeitinho nerd, tornou uma quadrilha o momento mais especial do mundo. Aliás, você consegue tornar momentos simples e até mesmo chatos em especiais, até mesmo a internação no hospital foi diferente com você lá.


Você cuida de mim, meu bem, e isso eu farei por você também. Na verdade, farei de tudo por você e por nós; por quê eu te amo...


...And you are the only exception.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Nostalgia?! Talvez.

Que saudade dos meus tempos de menina. Quando eu acordava cedo pra ir pra escola, mamãe preparava o café e o papai colocava a farda. Saudade de chegar em casa e conseguir fazer meu dever de casa em minutos e poder ir brincar, ver tv ou dormir a tarde toda. Saudade das tardes que passava arrumando os móveis da barbie em diversas composições, ficava horas só preparando a casinha. Gostava de costurar roupas, fingia que tinha um ateliê e ficava fazendo desenhos e moldes em retalhos coloridos. Por incrível que pareça, brincava de desenhar plantas de casas, mas pra mim, um lápis, uma régua e uma borracha eram mais que necessários. Eu fazia os mais diversos desenhinhos, passava o dia no meio de canetas, lápis de cor, giz de cera, hidrocor e papel, todo tipo e tamanho, desenhando.


Saudade do que ficou, dos trabalhinhos do primário, da facilidade de execução, e da diversão que era. Saudade da minha escola em Nova Friburgo, dos trabalhos grandiosos, das risadas escandalosas e do inverno que nos matava. Saudade daquele jardim, das monitorias que dei nele, das tardes que estudamos lá e das tortas que comiamos depois.Ah, as tortas...que bela vida gastronômica eu tinha por lá.


Saudade de morar em família, digo, vontade de morar em família, por que quando morávamos sempre tinha algo no meio que desalinhava nosso relacionamento. Moramos em família até 1998. Depois disso, tivemos nossos impasses.


Sinto saudade. Quando eu era mais nova e ficava muito triste, eu tinha muita vontade de acordar e descobrir que foi um pesadelo, que meu pai ainda estava com a gente, e que nada daquilo tinha acontecido. Bom, até hoje não acordei, felizmente, por incrível que pareça. Não trocaria minha faculdade, minha dança, nem meu namorado por uma chance de refazer uma infância mais legalzinha. Passei pelo que passei, superei e fim. Agora são outros quinhentos.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Um notebook na mão e a criatividade na cabeça.

Para postar não precisa de mais nada. Falo isso por mim, de verdade. Eu estava aqui procurando o que postar, fui ao google ver o que podia encontrar por lá, digitei alguma coisa pra ver no que dava, cliquei num site e enquanto esperava a página carregar me dei conta de que nada daquilo era necessário. Olhava em volta e vi quanta informação me cerca, tenho 12 post-its colados na parede do meu "escritório" [é assim que eu chamo esse meu cantinho] com os assuntos mais variados. Passando o olho pelo meu mural, vi uma tabela periódica da época em que eu estudava pro vestibular. Uma imagem do Einsten com a língua pra fora [clássica], meu horário, um croqui aleatório que surgiu num rascunho que eu resolvi por lá, um ingresso do espetáculo do primeiro semestre, mais pro canto da parede mais um post-it com musicas para tribal fusion, uma escala cromática, e no outro cantinho da parede uma pedaço de uma foto minha fazendo uma bola de chiclete. Tudo isso num única parede de 1,30 por 2,73.
Quilos de coisa bem na minha frente e eu procurando mais informação. Veja só como a gente nunca vê o que está exatamente na nossa frente, e nesse caso é literalmente isso. Eu poderia falar da minha época do vestibular [tabela periódica], de onde saiu a foto do Einsten, da foto rasgada e o por que de estar assim [ foto do chiclete], da minha paixão pelo meu curso ou como eu gosto de parar pra rabiscar [croqui]. Enfim, isso só da parede, nem falei da quantidade de coisas que há sobre escrivaninha...


Não é a finalidade deste post descrever meu escritório, mas trazer a tona a verdadeira intenção do blog. Desde o primeiro post, era escrever,escrever e escrever. Seja um brain-storm ou palavras milimetricamente selecionadas para dizer algo sutilmente ou descarregar a raiva pelas entrelinhas. Oras, escrever é isso, sai pela mão o que vem a cabeça. Não dá pra medir ou procurar um assunto. Apenas deixar fluir.


Na minha opinião os meus melhores posts foram totalmente instintivos, na verdade a maioria deles, até mesmo aqueles  que me deram algum trabalho de pesquisa, mas o assunto me surgiu de forma espontânea. Sejam sinceros, escrevam e apenas escrevam. Se alguém vai entender ou gostar, bom, isso não importa, afinal escrever e ler são verbos diferentes, e exercidos por sujeitos diferentes, no caso do blog, onde eu escrevo e alguém lê. Gostar ou não é pessoal, claro. Sem contar que, afinal, não há mal nenhum em escrever livre de preocupações.


;D

domingo, 16 de maio de 2010

Eu quero...

Eu quero morar junto, acordar do lado todos os dias, ser pedida em casamento e me casar.
Eu quero mudar pra uma casa com quintal, trabalhar o suficiente, mas o que eu quero mesmo é ser esposa. É encontrar o meu marido depois de um dia de trabalho, estressante ou não, fazer o jantar e depois sentar pra ver TV ou tomar café e conversar. Quero sair junto, chegar junto, tomar banho junto, dormir junto. Tudo junto.
Eu quero falar, ver e abraçar todos dias. Quero ligar quando der vontade [ o tempo inteiro].
Eu quero ter a liberdade pra arrumar sua gaveta e a confiança pra te fazer carinho quando estiver triste.
Eu quero esquecer tudo que me faz mal, quero limpar minha mente, vomitar até o nojo passar pra nunca mais isso atrapalhar a gente. Eu quero superar tudo que de alguma forma influencia meu comportamento a dois. Quero passar por cima do que é ruim e lembrar a cada segundo de cada coisa boa que me faz.
Eu quero poder conseguir tudo que foi dito aqui. Eu quero ser feliz, só isso.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Transliteração V

The Only Exception

Paramore

Composição: Hayley Williams / Josh Farro

When I was younger I saw
My daddy crying and cursed at the wind
He broke his own heart and
I watched as he tried to re-assemble it
And my mamma swore she would
Never let herself forget
And that was the day that I promised
I'd never sing of love if it does not exist
But darling...

You are the only exception
You are the only exception
You are the only exception
You are the only exception

Maybe I know somewhere deep in my soul
That love never lasts
And we've got to find other ways
To make it alone or keep a straight face
And I've always lived like this
Keeping a comfortable, distance
And up until now I swored to myself
That I'm content with loneliness,
Because none of it was ever worth the risk

But you are the only exception
But you are the only exception
But you are the only exception
But you are the only exception

I've got a tight grip on reality,
But I can't let go of what's front of me here
I know you're leaving in the morning, when you wake up,
Leave me with some kind of proof it's not a dream

Whooa...
You are the only exception
You are the only exception
You are the only exception
You are the only exception
You are the only exception
You are the only exception
You are the only exception
You are the only exception

And I'm on my way to believing
And I'm on my way to believing...



Post dedicado ao Bruno...because he is the only exception.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Epifanias; segundo o Bruno

E de repente não mais que de repente me vem a mente coisa que eu sinto necessidade de falar, daí então surgem episódios diversos, tais como:


" -Qual é mesmo o nome daquele queijo mofado?!
  - Ué, não sei, porquê?
  -Me deu vontade de comer ele com tomate seco..."


" - Nossa!
  - O que foi, meu bem?!
  - Como eu não pensei nisso antes, tenho que te levar pra comer num churrasquinho muito bom.
  - A é?!
  - É. O melhor churrasquinho de rua do mundo..."


" - Sabe do que eu lembrei agora?!
  - O quê?!
  - Já assistiu Lilo&Stich...lembrei da bonequinha da menina, era uma bonequinha bem feinha, mas era uma gracinha *.* "


Ah, quase não lembro dos quadros agora, mas eu sei que quando acontecem são muito engraçados. E eu sei também que esse post não vai fazer muito sentido pra quem lê. Só pra uma pessoa, e é quem dá sentido pra tudo na minha vida. *.*

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Puta que Pariu!

Quando foi mesmo que os arquitetos largaram suas pranchetas?!
Cadê no valor do trabalho manual?!
Quero minha prancheta de volta, meus trabalho de Desenho Arquitetônico e meu 7.5 depois de virar a noite passando a limpo pela terceira ou quarta vez.
Acho o AutoCad uma ferramenta maravilhosa, mas eu talvez precisaria SABER usá-la, não?! Estou aprendendo na marra, bem meia boca mesmo. Pensei em fazer um investimento e comprar o livro do AutoCad 2010.
Amanhã é a aula pra tirar as dúvidas do trabalho, mas...ai que merda! Olha que post mais chato.


...


Credo, credo, credo! Até quando, puta merda! Ai...calma, olha quanto palavrão.
É, sou bipolar. Isso não é um brainstorm, estou pensando nas palavras, mas são muitas mentes pensando. É, tenho dupla várias personalidades, além da mudança de humor. Pronto, fudeu! Só me falta a esquizofrenia, um chapeu preto, morar no interior, ser escritora, ter um tique nervoso, matar pessoas, enterrá-las, plantar milho por cima e dizer que o final que importa, e esse é muito bom. [Quem viu o filme sabe]


...


Gasto dinheiro, e não sei muito bem se deveria ter feito isso. Tenho kilos de leituras atrasadas que aumentam todo mês.


...


Minha gata fugiu.


...


É, talvez eu precise de um banho e cama. Ou banho e um bom narguilé com o fumo mais caro e carvão prata. Talvez eu precise de anti-depressivos. Ou qualquer tarja preta, quem sabe fitoterápicos.


...


Morri.
x.x

domingo, 2 de maio de 2010

Galera, me abanem!

Bom, pra começar, boa noite pra todo mundo, como vocês estão!?
Bem, eu espero.


Galera, tem mil coisas acontecendo, preciso terminar um trabalho pra faculdade, por que mesmo em greve ainda estava tendo aula de duas matérias, na verdade uma e meia [ eram dois professores que davam duas frentes da mesma matéria e só um entrou em greve]. Então, aí tenho esse trabalhinho pra terminar e entregar,talvez até fique um pouquinho off do blog até terminar e tem o espetáculo que...bom, que tá me deixando preocupada, preciso desabafar!


Pra começar o figurino. Quanto a isso, nem estou tão preocupada porquê nosso bordado não é complexo, na verdade o efeito vem do tecido, que terá aplicações de svarovsky, acho que dá tempo sim de receber. Sem contar que a costureira é bem muito competente e está fazendo o figurino apenas do meu grupo de coreografia, então estou mais tranquila.


O que tá mesmo pegando pra mim é que temos só mais um ensaio além do possível ensaio geral e a passagem de palco, e hoje mudamos o final pois não tinha agradado a todas. Acho justo mudar, mas acho que se quer dar palpite na coreografia VENHA A TODOS OS ENSAIOS! Simples assim. O novo final está realmente bonito, até combina mais com a música e tudo mais. O que eu estava mesmo achando estranho era; porquê que nosso ensaios não rendiam?! E hoje me dei conta de que aquilo que eu achava que fosse implicância, na verdade é praticamente opinião geral, e isso inclui a professora. Pra começar, quero deixar claro,  que prestar atenção aos detalhes é fundamental. Mas ficar opinando ou perguntando demais não significa que você está sendo dedicada, significa que seu nível não é aquele, por melhor que seja a sua execução dos passos, um fator determinante para nos diferenciar das turmas dos níveis anteriores é a capacidade de perceber um passo ao ser executado pela professora e ser capaz de repetí-lo sem ficar perguntando se a mão é assim ou assado. Oras, estamos falando de uma turma de intermediário, já passamos da fase de perguntar tanto assim. Todo mundo pergunta, e isso é normal, mas posso garantir que são perguntas pertinentes, que as vezes é a dúvida de mais de uma e coerente ao nível em que estamos.


Pronto, falei!

segunda-feira, 26 de abril de 2010

O que é de verdade pra mim.

De verdade pra mim são os meus amigos,que falam de tudo e de todos, que sabem que comigo não há assunto que não possa ser falado, sem pudores, que sabem que meu apoio e auxílio é certo, que me irritam, mas por serem amigos, eu sei que vai passar.

De verdade pra mim é a minha dança, que me gera bolha no apoio da meia ponta, que me mata por ter que acordar domingo de manhã pra ensaiar, que me exige uma certa consciência corporal, que me faz passar dias escutando a mesma música montando sequências e coreografando na minha mente. Que me realiza a cada figurino, maquiagem, foto e espetáculo.

De verdade é a minha Dinah, mesmo sendo minha gatinha desaparecida vai ser eternamente minha filha querida, que faz meu olho encher de lágrima quando falo dela, que me deu netinhos maravilhosos uma vez, que me acordava de noite quando era filhote, que dormia dentro da minha blusa no inverno em Nova Friburgo e mesmo depois de ter me dado tanto trabalho eu jamais abriria mão dela e ficaria com ela até ela morrer bem velhinha se ela não tivesse desaparecido.

De verdade pra mim é a Arquitetura e Urbanismo que dispensa qualquer comentário.

De verdade pra mim é meu namorado, que é o exemplar de ser humano mais lindo da face da Terra, que entende de cores e tudo que é importante pra mim, que faz as piadas bestas mais engraçadas, que me faz carinho, me assiste dormir, que aceita meu mau humor de manhã, que me mata de saudade durante a semana, que me escuta falar sobre arquitetura e dança por horas.Que me abraça, beija e afins como ninguém.

De verdade pra mim é minha mãe, que aguenta coisas que eu não consigo nem conceber a ideia de aguentar metade.

De verdade pra mim é meu pai, que me fez forte e madura, que me disse as coisas mais inteligentes do mundo, que é um herói sem capa e cueca por cima da calça.

De verdade pra mim sou eu, oras.E pra você, o que é de verdade?!

sábado, 24 de abril de 2010

Comentários e comentaristas.

Amores do meu Brasil, há tempos que percebo que existem comentários anônimos em alguns posts meus e que muita gente me fala que não comenta por que não sabe/consegue comentar. Então, hoje o post será dividido em duas partes, a primeira será um tutorial lindíssimo de como comentar, e a segunda será um papinho com a galera do anonimato. Let's go!

Post de 24 de abril de 2010 - PARTE 1:

Como eu sempre comentei usando a minha conta do blog, eu não fazia muita ideia de como era pra galera que não tinha conta google. Por isso fiz o seguinte, entrei no meu blog totalmente off do universo pra ver como fazia, confesso não ter achado muita dificuldade nisso, mas sou suspeita por já estar familiarizada com o blogspot. O processo é bem simples:

1)                Pra começar você clica no link que indica o número de comentários [ex: 2 comentários] e super comenta na caixa de texto que vai aparecer. Se você clicar no título do post também funciona;
2)                 Depois disso você vai selecionar o seu perfil, para usuários é só selecionar ‘ conta google’, já os não usuários existem ‘Nome/URL’ e ‘Anônimo’, daí é só selecionar Nome/URL e preencher com seu nome a caixa de diálogo que vai aparecer;
3)                 Após isso basta clicar em postar comentário e escrever aquelas letrinhas tortas de confirmação.
4)                Tãdã!!!!Pronto seu comentário foi efetuado, olha que mágico!

 Aproveita que você sabe comentar agora e passe a fazer isso com freqüência, sugira assuntos para os próximos posts que eu o farei dedicando-o a você ;D 
Mas para isso preciso do seu nominho, ok!?

Post de 24 de abril de 2010 – PARTE 2:

Pois bem, é muito chato ficar recebendo comentários anônimos, prefiro que não comentem então. Eu sei que são comentários saudáveis, alguns levemente maldosos, mas nada ofensivo ou coisa parecida, ainda bem mas mesmo assim, meu blog é um espaço aberto a opiniões diversas sem menor preconceito e detrimento, só que se quer expor o que acha e pensa, por favor identifique-se. Não estou pedindo demais não, afinal é o meu blog. Eu poderia bloquear comentários de não usuários, mas assim aqueles que colocam seus nomesseriam bloqueados também. Não vou eliminar nem ignorar. Caso haja reincidência sinceramente não farei nada, mas pra mim é uma questão de bom senso, quem sabe até mesmo de coragem e, em alguns caso, maturidade mesmo.